Cultura Livros para jornalistas

“Holocausto Brasileiro”, o horror do Hospital Colônia de Barbacena

O livro da jornalista Daniela Arbex retrata a história da unidade psiquiátrica onde diversos crimes aconteceram

Por Henrique Aguillera, Gabriel Dos Anjos e Pedro Augusto

No livro Holocausto Brasileiro, Daniela Arbex apresenta a história do Hospital Colônia de Barbacena, uma unidade psiquiátrica de saúde onde ocorreram diversos abusos contra pacientes e até funcionários. Um dos maiores casos criminais do Brasil, o hospital mineiro foi comparado a um campo de concentração pelas torturas e mortes que aconteceram em suas dependências.

Instalações superlotadas e falta de roupas eram apenas um dos menores problemas se comparados à realidade enfrentada pelos pacientes. As condições oferecidas eram subumanas. Os internos sofreram diversos métodos de tortura, psicólogicas e físicas, inclusive com a terapia de choque, grande responsável por muitas mortes dentro do Hospital Colônia de Barbacena. Mulheres eram estupradas dentro da unidade. As práticas ilegais eram tantas que ele passou a ser caracterizado como o “Holocausto Brasileiro”.

Daniela introduz um pouco da vida de cada paciente antes de ele ser internada neste hospital e acontecimentos para vir a chegar a aquele lugar. Ou seja, cada personagem no livro teve uma vida anterior, mas veio a ser internado neste lugar onde a tortura e a negligência médica eram vistas como coisas cotidianas e comuns. A autora se dedica a relatar miuciosamente os fatos vividos por essas pessoas, que podiam ser tanto ex-pacientes como ex-funcionários do local.

Relatos que foram apresentados no livro revelam o fato de que cerca de 70% dos pacientes não tinham sequer alguma doença mental. Muitas vezes eram apenas abandonados pela própria família. Negros, homossexuais, prostitutas e mendigos podiam ser encontrados neste hospital. Faziam parte de grupos marginalizados por uma sociedade que não ligava para o bem-estar deles.

A autora também de Todo Dia a Mesma Noite, sobre a tragédia na Boate Kiss, em Santa Maria (RS), faz um excelente trabalho contando relatos sobre uma tragédia de forma sútil e intrigante. Ela se baseia em registros históricos, documentos oficiais, depoimentos e evidências fotográficas para construir sua narrativa. Isso torna Holocausto Brasileiro uma obra que se destaca pela sua abordagem jornalística rigorosa. É um livro interessante não apenas para quem deseja ir à fundo no assunto, mas quem quer conhecer como se conta uma boa história.

Holocausto Brasileiro. De Daniela Arbex. Geração Editorial, 2013, 280 págs, 38 reais