Despedidas e recomeços, esta é a Copa do Mundo de 2022

Na copa do Mundo marcada por fins ciclo, e inícios de novos, a nossa equipe fez uma análise dos grupos e entrevistou alguém que sabe muito do assunto

Por Beatriz Amaral, Fernando Keller,João Teles, Leonardo Cenize, Lucas Passoli, Maria Fernanda Viana e Rafaela Bovo

.

A equipe da FACTUAL900 entrou em contato com o comentarista esportivo dos canais Disney, Mario Marra, e ele falou sobre suas expectativas para a Copa no Catar. Ele confirmou o favoritismo da seleção francesa, atual campeã e dona de uma geração promissora. Quanto à seleção brasileira, ele afirma que: “vem com mais bagagem, principalmente o Tite, que tem mais bagagem internacional, e principalmente me parece uma seleção menos dependente do talento do Neymar”.

A aposta do comentarista para a revelação da Copa fica com o inglês Phil Foden, que apesar da pouca idade, apresenta um futebol de alta irreverência e qualidade. Segundo ele, não deve ser tratado como promessa, mas como realidade. Senegal e Suíça são apontadas como seleções a ter um olhar especial por conta de jogadores interessantes que integram seus plantéis como Sadio Mané do Senegal e Yann Sommer da Suíça.

Análise do chaveamento

Mas, afinal, quem são os favoritos deste Mundial?  Fernando Keller, João Teles e Lucas Passoli, da equipe da Factual900, analisaram todas as chaves da Copa no Catar. O sorteio dos grupos aconteceu no último dia primeiro e nele foram definidos os 8 grupos em que os 32 países estão distribuídos. Confira a análise sobre a divisão das seleções, falando sobre os favoritos ao título e possíveis surpresas para ficar de olho. E, claro, para criticar todos os nossos prognósticos, afinal Copa é Copa.

Grupos Copa do Mundo 2022

Grupo A

O favoritismo do Grupo vai para a seleção holandesa que retorna a uma Copa do Mundo com altas expectativas já que ficou fora da Rússia em 2018, atualmente a equipe ocupa a décima colocação no Ranking geral de seleções da Fifa, mais um destaque do grupo é a seleção de Senegal que abriga craques como Sadio Mané e o goleiro eleito melhor do mundo pela Fifa, Edouard Mendy.

Grupo B

No grupo B nem todas as cartas estão na mesa, faltando ainda uma seleção a ser definida pela repescagem europeia. As seleções que brigam pela vaga são País de Gales, Escócia e Ucrânia. O favoritismo do grupo é da equipe inglesa que conta com jogadores de qualidade inquestionável como o atacante Harry Kane e o protagonismo de promessas da nova geração como Phil Foden, Sancho e Bellingham. 

Grupo C

O grupo da nossa rival sul-americana que irá contar com a talvez última dança de Lionel Messi, enfrentando em um confronto pessoal o atacante polonês Robert Lewandowski, concorrente direto ao prêmio de melhor do mundo na última temporada. Além de Argentina e Polônia, a seleção Mexicana que passa por uma reformulação vem como forte postulante a vaga na fase mata-mata.

Grupo D

A atual campeã França tem como adversárias as equipes da Dinamarca, um grande destaque pelo seu desempenho na última Eurocopa, alcançando as semifinais, superando inclusive a própria equipe dos Bleus, que caiu nas oitavas para a equipe suíça. Existe ainda uma vaga a ser  preenchida e está entre as equipes do Peru, Austrália e Emirados Árabes.

Grupo E

O único grupo que conta com 2 campeões mundiais, tem uma disputa extremamente aberta entre Espanha e Alemanha pela primeira colocação além da tradicional equipe Japonesa e uma vaga em aberto que será definida num confronto entre Costa Rica e Nova Zelândia. A Espanha ocupa a sétima posição no Ranking da Fifa, enquanto o desempenho decepcionante da equipe Alemã na última Copa e Eurocopa garantiu uma queda considerável, colocando-a fora do TOP-10, mas nos recentes confrontos foi possível observar que a equipe tem recuperado sua boa forma.

Grupo F 

O favorito incontestável é a grande geração belga, que joga a copa em tom de despedida de uma de suas melhores gerações na história, o grupo conta também com a promissora geração Canadense, líder das eliminatórias e a experiente equipe croata, atual vice-campeã do mundo. Completando o grupo temos a seleção Marroquina, lar do lateral Achraf Hakimi.

Grupo G

Em tom de revanche, o grupo da única equipe pentacampeã, o Brasil, tem 2 dos 3 adversários da última copa, a Suíça e a Sérvia. O diferencial é a presença da africana Camarões. A amarelinha não deve encontrar dificuldades para passar de fase, tendo um olhar especial para a seleção suíça, presente na semifinal da ultima Euro. A  Sérvia aposta em nomes da nova geração como o atacante Dušan Vlahović, que está na Juventus e é artilheiro do campeonato italiano.

Grupo H

O grupo chefiado pela europeia Portugal, tem também o nosso vizinho Uruguai, a africana Gana e a asiática Coreia do Sul, lar do craque Heung Min Son. Será marcada pela despedida do 5 vezes melhor do mundo, Cristiano Ronaldo, que está com 37 anos deve fazer sua última copa pela seleção lusitana. A alviceleste chega com velhos conhecidos, como Cavani e Luis Suárez, além de novos integrantes como o lateral Matías Viña e o craque flamenguista Arrascaeta. Gana tem jogadores que rodaram as grandes ligas europeias como Thomas Partey e os irmãos André e Jordan Ayew.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.